Dicas de Viagem – São Francisco

18 maio

SF1

Nosso ponto de partida na viagem da Califórnia foi São Francisco. Escolhemos começar por lá pois fica próximo da região das vinícolas (Napa Valley, Sonoma Valley e Russian River Valley) e também porque li naqueles blogs que mencionei no post anterior que é muito melhor fazer a Califórnia 1 descendo do que subindo, porque os pontos de parada (mirantes) ficam todos do lado certo quando você está descendo (à direita, muito mais fácil de parar várias vezes sem ter que ficar atravessando a estrada), o que pra mim faz muito sentido…

Dica número 1 para quem vai para São Francisco e quer conhecer a Ilha de Alcatraz: reservar a visita à ilha assim que comprar seu vôo e reservar o hotel!!!  Percebemos isso quando fomos reservar e o único dia que tinha era no dia que eu chegava, as 11 hrs da manhã (meu vôo pousava às 9 hrs!!!).

Aliás, dica ótima para que meu primeiro dia fosse agradável: Sala VIP Centurion Club  no aeroporto de Dallas (onde fizemos escala) – tem um chuveiro maravilhoso, digno de spa, super limpo com toalhas e amenities Loccitane – de graça para quem tem cartão American Express Platinum e cobrado para os demais cartões.

Vou dividir as atividades que fiz por dias, mas elas não precisam estar em ordem necessariamente, pois algumas variáveis podem te fazer mudar tudo (tempo principalmente).

Dia 1:

Chegamos as 9 hrs no aeroporto, corremos para deixar as malas no hotel.
Ficamos no Intercontinental  e adoramos! Quarto e banheiro grandes, spa ótimo, e staff muito atencioso! Localização boa também, dava para ir a pé para a Union Square.

11 hrs: Visita à ilha de Alcatraz. Existe a possibilidade de visitar a ilha a noite, deve ser bem legal também, mas a vista do dia que fomos estava espetacular, o dia estava lindo!

SF2

Existe um tour guiado individual com fones de ouvido grátis, vale muito a pena pois você conhece as histórias dos locais que vai visitando. Quando estive lá tinha uma exposição também o artista Wei Wei , mas já acabou no final de abril. Achei interessante mas nada imperdível no meu ponto de vista.

Por volta das 14 hrs voltamos para São Francisco – descida no píer 33 – andamos pelo píer até o Píer 39 , um píer gigante com um monte de lojinhas e restaurantes, bem legal de conhecer. Almoçamos no Fog Harbour Fish House , pois era Sexta Feira Santa e a gente não queria comer carne. Comemos uma lagosta maravilhosa!

16 hrs: Andamos pelo Fishermans Wharf, região com vários piers bem movimentada, com vários artistas de rua, mais popular mesmo. Tem algumas lojinhas, mas o que eu gostei mesmo, e aproveitei para tomar um café com um docinho depois do almoço foi a Boudin Bakery . Lá é MUITO legal, uma padaria que serve almoço, café e ainda tem um mercadinho de produtos goumert, com vários livros diferentes, geleias, bolachas, chocolates, tudo que amamos!!!

SF4 SF3

De lá fomos passeando pela Orla, já com uma vista da Golden Gate, e chegamos em um parque lindo, de frente para a Ghirardelli Square , que é tipo um shopping semi aberto onde era a fábrica antiga dos chocolates Ghirardelli . Tem alguns restaurantes, uma loja gigante da Ghirardelli onde comprei alguns chocolates, outras lojinhas fofas, enfim, uma delícia para perder algumas horinhas.

Na Larkin Street tem um ponto de bondinho , e você já pode aproveitar e subir em um deles, para parar alguns quarteirões a frente no topo da Lombard Street , a famosa rua “zig zag” de São Francisco. A pessoa aqui esqueceu que São Francisco tem um monte de subidas e descidas, viu no google que a distância do Ghirardelli Square até a Lombard Street era “tranquila” e era uma MEGA subida!!! Então, façam o que eu digo, não façam o que eu faço – peguem o bondinho!!! Hahahaahah

SF5

Depois de subir e descer a Lombard, peguei de novo o bondinho até a Powell Street, que fica próxima a Union Square, uma praça grande e bem bonita em São Francisco que tem várias lojas e restaurantes. Já era mais de 17 hrs e demos uma pequena volta, porque a gente tinha chegado nesse dia, mal paramos no hotel e estávamos exaustos!

SF6

Voltamos para o hotel e não tínhamos a menor condição de ir jantar em algum lugar arrumado, que fosse longe do hotel, etc…então pedimos uma dica de algum restaurante despojado perto do hotel que desse para ir a pé e de preferência animado, dado que era sexta feira… A Concierge nos indicou a pizzaria Zero Zero , que valeu muito a pena! Estava mega animado, gente bonita, música muito boa…sentamos no bar, tomamos uns drinks diferentes (o barman era ótimo tb), a pizza era uma delícia e não foi um programa mega caro ou que precisasse me arrumar muito. Super recomendo!

Dia 2:

Era sábado, e tínhamos programado passear pelas lojas da Union Square. Antes, eu queria tomar um café da manhã em um lugar gostoso, e fomos no Yerba Buena Gardens. O lugar é bem bonito, e o dia estava lindo, resolvemos ir no Samovar Tea . Era legalzinho, mas achei caro e com poucas opções…vi a dica dele no blog Hotel Califórnia  e resolvi testar. Também vi que tem o restaurante B San Francisco , que parece legal, e com a mesma vista do Yerba Buena Garden. Com o dia lindo que estava e previsão de chuva para o outro dia, resolvemos mudar nossa programação e fazer o passeio da Golden Gate, afinal, com chuva e nublado não seria tão legal…

Passamos no hotel e o Concierge deu um cupom de desconto para alugarmos uma bicicleta. Alugamos na Blazing Sadles  por 1 dia, e fomos seguindo o roteiro que nos passaram…eu achei tudo muito difícil, não tava achando o caminho fácil que até uma vovó faria (o Concierge me falou isso!). Sofri bastante mas é um passeio bem legal, afinal é a melhor maneira de você cruzar a ponte, pois é mais rápido que ir a pé, e pode ir parando para tirar fotos, o que não consegue fazer de carro). MAS, já aviso para todos que NÃO É FÁCIL!!!!!!!!!!! Do lado de lá da ponte um passeio legal é ir para Sausalito, uma cidade pequena e fofa, com alguns restaurantes e lojinhas…o problema é chegar lá, tem umas subidas bem chatas de fazer com a bicicleta… Chegamos, estacionamos as bicicletas em um estacionamento público perto do píer de lá, e fomos almoçar no Barrel House Tavern , também indicado pelo nosso Concierge. O almoço foi maravilhoso, comi o melhor risoto de cogumelos da vida, até meu marido que não come cogumelos gostou!
Saindo do almoço fomos pegar o ferry. Tinha uma fila GIGANTE!!!! Acabamos tendo que esperar o próximo barco, o que nos deixou meio estressados por causa do horário de devolução das bicicletas. E o pior, a hora que finalmente chegamos em São Francisco, o desembarque do ferry era pelo andar de cima, então tivemos que carregar as bicicletas ao subir uma escada cheia de gente, um horror!!!
Seria bem melhor se a empresa que aluga as bicicletas cobrasse um pouco a mais e tivesse um serviço em Sausalito para recolher as bicicletas, assim daria para aproveitar bem melhor o passeio…
Para completar tudo, eu achei tudo muito difícil porque minha bicicleta estava com o pneu furado!!!!!!!!!! Não sei se eles me deram furado ou se furou no caminho, só sei que desde o começo estava muito difícil pedalar, e como não sou muito “amiga” da bicicleta eu não tinha noção que poderia ser esse o motivo do meu cansaço…

Esse dia como vocês podem imaginar também estávamos exaustos, então pedimos uma dica de hamburger perto do hotel para a Concierge, e nos recomendaram o Oola , um restaurante bem simpático, que tem outras coisas no cardápio…tem música, mas estava bem vazio no dia que fomos. O hamburger era bom mas nada excepcional.

Dia 3:

Era domingo de Páscoa, então fomos comer um brunch perto do hotel, no The Grove , também recomendado pelo Concierge. Adoramos, muito bem servido e ambiente despojado. Depois fomos passear pelas lojas da Union Square, mas estava tudo fechado porque era Páscoa…tinha poucas lojas abertas, mas conseguimos passear por ali a tarde inteira.

Como ao invés de café da manhã tomamos um brunch, resolvemos ir ao Ferry Building  para conhecer. Adoramos! Tem vários restaurantes, lojas de queijos, uma Sur La Table, mas acabamos sentando no Wine Merchant  para tomar um vinho e ver o movimento. Uma delícia de passeio, recomendo!

Como o dia foi mais tranquilo conseguimos ir jantar num restaurante mais legal (na teoria), o Michael Mina . Achamos essa dica no Blog Hotel California  também, e entramos no site e ficamos animados com as fotos. Mas foi uma decepção. A comida não era nada demais, e foi MUITO caro.  Sentimos que poderíamos ter escolhido algum outro mais barato e mais legal…

A Contemporânea me indicou o restaurante Sons & Daugthers  e deveríamos ter seguido o conselho dela. Não fomos porque achamos caro USD 115,00 por pessoa, mas vai por mim, no Michael Mina acabamos gastando mais e não valeu a pena!

Dia 4:

Era dia de ir embora, e enquanto eu fazia o check out meu marido foi na Álamo  que ficava na rua do hotel para pegar nosso carro. Antes de seguir para as vinícolas paramos na Álamo Square , a praça mais fofa do mundo, com aquelas casinhas que aparecem em todos os filmes de São Francisco, as Painted Ladies.

SF7

Tiramos algumas fotos e seguimos viagem, e dessa vez passamos pela Golden Gate de carro…realmente não é tão legal quanto de bicicleta!

O que eu deixei de fazer foi visitar alguns parques e museus…o Presidio Park  é muito bonito,  e o Golden Gate Park  tem várias atrações lá dentro. Não eram muito do meu interesse então acabei não indo, mas para quem vai ficar mais dias em São Francisco deve valer a pena conhece-los.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: