É “o” bairro do momento de Paris! É o que Palermo é para Buenos Aires: um bairro recém descoberto, mais descolado, com lojas e restaurantes começando a se mudar para lá. Um bairro para passear a pé, de preferencia sexta e sábado, quando está movimentado, com apresentações de artistas nas ruas (mas sem os trombadinhas).

Passe em lojas como a super diferente Dom, (21 rue Saint-Croix-de-la-Bretonneri)e. São coisas para casa e utilidades divertidas.

De lá, procure a rue Vieille du Temple e siga até a rue des Rosiers (uma das ruas tipicamente judaicas de Paris). A rua é cheia de lanchonetes e padarias judaicas com filas enormes na porta, mas valem a espera!

De lá, parta em direção da rue des Francs Bourgeois e entre nas diversas lojinhas desta rua, para ver as novidades. Vale entrar nas lojas francesas, tem até uma que é a versão da Zara um pouco mais elegante (sorry, esqueci o nome!).

Desça a rua até chegar à Place des Voges, lá você poderá visitar o apartamento onde morou Victor Hugo, que foi transformado em museu (Musée Victor Hugo). Você poderá encontrar as indicações da sua localização, na própria praça.

Anúncios