Este é o principal destino, dentro da Croácia, procurado pelos europeus no verão. Uma cidade jovem, iluminada (as casas em tons bege/amarelo refletem ainda mais o sol) e animadíssima! O centrinho se resume a um páteo (com uma igreja e alguns cafés em volta) e uma ruazinha que percorre os principais hotéis, restaurantes e baladas, tudo à beira-mar. Ou seja, todos esses tem vista para o mar Adriático, com um azul lindo pontuado por barcos. Então tudo é feito a pé.

Como as praias no centrinho são em cima de pedras, o que vale a pena mesmo é alugar um barco (é mais barato que em Dubrovnik) e visitar alguns pontos:

 

Zlatni Rat beach, na Bracka Island: melhor praia. Uma praia pontuda, que além de bonita, as pedras são macias! Pode ir de Hvar ou de Split.

– Gruta Azul e Gruta Verde

ONDE BADALAR: a noite não tem dúvidas, pois todo mundo segue o mesmo roteiro todos os dias:

1) ver o pôr-do-sol no “Hula-Hula” (ninguém liga para o pôr-do-sol) – Em um deck em frente a um bar, todos com roupa de praia, dançando e bebendo com muuuuita animação!

2) A partir das 22/23hs tem a pré-balada no “Carpe Diem” – um bar com grande parte ao livre, que fica muuuito lotado (se não tiver mesa, com certeza sairá bem suada). Se quiser um bar mais arrumado, tem o “The Top”, no topo do hotel Adriana.

3) Às 2hs da manhã todos vão para a “Veneranda”, uma balada maior, e só para quem agüentou até o final da noite!

ONDE FICAR: os melhores hotéis são do mesmo dono. O “Amphora” é mais estilo resort, com diversas piscinas e um preço melhor. O “Riva” está muito bem localizado, com um ótimo restaurante em frente e com categoria superior. E o “Adriana” é o hotel mais butique do grupo. Todos são na mesma rua e valem a pena.

 

Anúncios